terça-feira, 27 de abril de 2010

Amizade








A ação da amizade

"Vez ou outra, é bom nos determos, por alguns minutos, para refletir um pouco sobre a ação da amizade em nossas vidas.

A amizade é o sentimento que une as almas umas às outras, gerando alegria e bem-estar.

A amizade é suave expressão do ser humano que necessita intercambiar as forças da emoção sob os estímulos do entendimento fraternal.

Inspiradora de coragem e de abnegação, a amizade enfloresce as almas, abençoando-as com resistências para as lutas.

Há, no mundo moderno, muita falta de amizade!

O egoísmo afasta as pessoas e as isola.

A amizade as aproxima e irmana.

O medo agride as almas e as infelicita.

A amizade apazigua e alegra os indivíduos.

A desconfiança desarmoniza as vidas e a amizade equilibra as mentes, dulcificando os corações.

Na área dos amores de profundidade a presença da amizade é fundamental.

Ela nasce de uma expressão de simpatia e firma-se com as raízes do afeto seguro, fincadas nas terras da alma.

Quando outras emoções se enfraquecem no vaivém dos choques, a amizade perdura, companheira devotada das pessoas que se estimam.

Se a amizade fugisse da Terra, a vida espiritual dos seres se esfacelaria.

Ela é meiga e paciente, vigilante e ativa.

Discreta, se apaga, para que brilhe aquele a quem se afeiçoa.

Sustenta na fraqueza e liberta nos momentos de dor.

A amizade é fácil de ser vitalizada.

Cultivá-la, constitui dever de todo aquele que pensa e aspira, porquanto, ninguém logra o êxito, se avança com aridez na alma ou indiferente ao enlevo da sua fluidez.

Quando passam os impulsos sexuais do amor nos cônjuges, a amizade fica.

Quando a desilusão apaga o fogo dos desejos nos grandes romances, se existe amizade, não se rompem os liames da união.

A amizade de Jesus pelos discípulos e pelas multidões, dá-nos até hoje, a dimensão do que é o amor na sua essência mais pura, demonstrando que ela é o passo inicial para essa conquista superior que é a meta de todas as vidas e mandamento maior da Lei Divina.



Existe uma ciência de cultivar a amizade e construir o entendimento. Como acontece ao trigo, no campo espiritual do amor, não será possível colher sem semear.

Examine, pois, diariamente, a sua lavoura afetiva.

Irrigue-a com a água pura da sinceridade, do perdão, da atenção.

Sem esquecer jamais do adubo do amor, do carinho e do afeto.

Imite o lavrador prudente e devotado, e colherá grandes e precisos resultados."

3 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Oi, Cida, minha querida!
Assim, sim, é um jeito maravilhoso de se começar o dia...
Obrigada, querida, por nos oferecer toda a sua sensibilidade e o seu bom gosto...
Um abraço rebordado com carinho

Ma Sunshine disse...

Oi Cida! Infelizmente não fiquei pra ver o Carpinejar, lembrei muito de vc, mas tive que ir à missa, que era quase no mesmo horário. Muito obrigada por acompanhar meu blog, adooooro ver seus comentarios! E vendo essas fotos do seu post, lembrei que sempre quis ser amiga de algum cachorro, qdo eu tiver um quintal vou ter um! Ahahahahah. Bjos!

Bergilde Croce disse...

Cida,acredito que nada é por acaso nessa vida, e mesmo no plano virtual a gente pode encontrar pessoas amigas.Continuarei visitando e comentando nas suas registrações,obrigada pelas palavras carinhosas também deixadas lá nos registros de meus filhotes adorados.Abraços,Bergilde