terça-feira, 16 de agosto de 2011

RETRATO


Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.


Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas,
eu não tinha este coração
que nem se mostra.


Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida a minha face?

( Cecília Mereles )

15 comentários:

Meire disse...

Cida querida, e algumas vezes nos pegamos assim tentando achar onde ou em quem nos perdemos. Ainda bem que acabamos por nos encontrar sempre!!!!!

bjokitas com master carinho ;)

✿ chica disse...

Linda Cecília.Profundo...


E eu também não tinha taaaantas coisas que vejo no espelho e outras taaaaaaaaaaaaaaaaantas que perdi,srrs beijos,chica

beth disse...

É...assim é a vida...o tempo passa tão rápido q qd vemos já estamos tão diferentes diante do espelho,diante de nossos antigos pensamentos e opiniões!!!bjks

Maria Luiza disse...

Oi Cida
Muito prazer em conhecer o seu blog, lindo!
É, o tempo é ingrato. Passa tão rápido e deixa tantas marcas!
Bjos

Fernanda disse...

No tempo, amiga!!!!
Que fique pelo menos o espírito jovem e animado.

Beijinho Cida e desculpa a ausência.

Paloma disse...

CIDA, profunda emoção ao ler este soneto de Cecília Meireles. Eu poderia te-lo escrito.

Beijos

Giovana Schneider disse...

O tempo passa ...
E no espelho ficamos perdidas com nossa face.

LINDO, MUITO SIGNIFICATIVO.

Fica aqui meu abraço carinhoso e meu
desejo que sua noite seja abençoada.

GIOVANA

HENRY disse...

um grito!!! Da Alma mais profunda... Mas que apesar do cinzento que por vezes o mundo tem. se encontra outro gritar do mais profundo Ser, que enaltece as cores e brilho de um sonhar o mundo com muitas cores...

É assim que descobri seu cantinho,gostei vou voltar!

Abraços de uma Alma sonhadora,que luta cada dia pra tornar seus sonhos real.

Meus trabalhos em Mosaico disse...

Oi Cida,
Bem profunda essas palavras...
Os espelhos as vezes é um inimigo da agente, mostra uma realidade que não condiz com o que nós somos.
Hoje me sinto muito mais realizada, do que a 10 anos atraz...bjs
Boa Semana

Denise disse...

A gente não se reconhece quando usa o espelho do passado, né amiga? Mas não precisa perder-se, basta aceitar as mudanças, fazendo com que sejam bem-vindas.

Profunda reflexão, adorei!
Bjos, amigavó!

Ana Cecilia Romeu disse...

Cida, tudo bem?
Com o tempo a tendência e começarmos a ficar meio "cinzas", as cores parecem que vão se desbotando com as novas experiências. E onde ficaram as cores? Onde tudo começou a se perder?
Belíssima reflexão!

Minha amiga, coloquei teu blog na minha lista de recomendações, torcendo também para que mais gente veja por lá e venha por aqui!
Beijinhos as duas garotas! rsrs

ॐ Shirley ॐ disse...

Cida querida, que linda postagem. Mas, não podemos deixar a vida passar desse jeito...Precisamos encontrar um motivo para viver...Beijos e ótimo dia!

Diego Sousa disse...

muito bom! bastante sensibilidade ao escolher as imagens!

Jorge Pimenta disse...

querida amiga,
o tempo acelerou o seu ritmo no dia em que o homem se olhou a primeira vez no espelho. e quantos não estimulam a sua perdição ameaçando inverter a ordem da imagem projectada? narciso... dorian gray...
beijinho!

C. disse...

Muito triste restar um coracao que nem se mostra, já que as alegrias dele sao as que refletem no espelho...

Pensei o texto fosse da Clarice, muito a cara dela.
Lindo!