terça-feira, 31 de maio de 2011

O aniversário de Naná...:))

O ANIVERSÁRIO DE NANÁ

NANÁ, UMA SENHORA DE MUUUIIITAA IDADE, PEDE AO SEU FILHO:
- "FILHINHO", (O FILHINHO TEM 67 ANOS, CALCULEM A IDADE DA MÃE)

- SIM MAMÃE, DIZ O FILHO....

- BEM, EU QUERIA FAZER UMA REUNIÃO AQUI COM AS MENINAS, SERÁ QUE VOCÊ PODERIA ME DAR UMA AJUDA?.

- CLARO MAMÃE. FIQUE TRANQUILA QUE EU ARRUMO TUDO...

- ARRUMAR O QUE???

- A FESTA, MÃE!!

- AH SIM! JÁ TINHA ME ESQUECIDO.

A TARDE, O FILHO CHAMA A MÃE NA COZINHA E LHE MOSTRA UM PAPEL PRESO A GELADEIRA COM UMA LISTA DO QUE FAZER:

1 - SERVIR CHÁ
2 - SERVIR SANDUÍCHES

3 - SERVIR CHÁ
4 - SERVIR DOCINHOS



QUE BOM!! DIZ A MÃE. AGORA NÃO TEREI PROBLEMAS. OBRIGADA FILHINHO.

MAIS TARDE, AS "MENINAS" CHEGAM.
NANÁ, COMO UMA BOA ANFITRIÃ, ACOMODA AS AMIGAS NA SALA DE ESTAR E VAI ATÉ A COZINHA…
VENDO A LISTA, LÊ:
1 - SERVIR CHÁ


ELA LEVA O CHÁ PARA AS AMIGAS NUMA BELA BANDEJA..
DEPOIS COMEÇAM A FALAR SOBRE OS SUCESSOS ATUAIS (LEMBRANDO DE 1930...)

PASSA-SE ALGUM TEMPO E NANÁ, JÁ MEIO NERVOSA, VAI NOVAMENTE A COZINHA E LÊ:
1 - SERVIR CHÁ


E SERVE CHÁ NOVAMENTE, E ASSIM O FAZ MAIS QUATRO VEZES.
ALGUM TEMPO DEPOIS, AS "MENINAS" VÃO EMBORA.

ENQUANTO SAEM DO EDIFÍCIO UMA COMENTA COM A OUTRA:
- NOSSA!! QUE ABSURDO!! QUE MÁ ANFITRIÃ É A NANÁ. NEM UM CHÁ NOS SERVIU!

E A OUTRA RESPONDE:
- NANÁ? QUE NANÁ??? NEM SEI DE QUEM VC ESTÁ FALANDO!...

A NOITE, O FILHO CHEGA A CASA DA MÃE E ACHA ESTRANHO O FATO DE TODOS OS SANDUÍCHES E DOCINHOS ESTAREM AINDA INTACTOS, ENTÃO PERGUNTA A MÃE:
- MAMÃE, O QUE ACONTECEU? NÃO GOSTARAM DOS SANDUICHES E DOS DOCINHOS?

AO QUE A MÃE RESPONDE:

- QUE NADA! VOCÊ ACREDITA QUE ELAS NEM APARECERAM???





NÃÃÃOOO, NÃO VAI ACONTECER CONOSCO, SE NÓS EXERCITARMOS NOSSO CÉREBRO!!!


(Dedicado à tia Alice, a querida "tia velha" da Giselda, da linda Ilha da Madeira - Portugal)


10 comentários:

RSM disse...

Bonita dedicatória, querida amiga!

A história, essa, está demais! :DDD

Beijinho atlântico e boa semana para si e para os seus!

Ricardo

✿ chica disse...

Será que chegamos lá?rssr beijos,chica

AVOGI disse...

Lindo CIDA minha amiga dali da minha frente. Adorei e ainda or cima vinde de ti que adoras as minhas escritas da tia-velha. E se eu escrevesse tudo! fizeste- ficar com aquela gota de água a bailar nos olhos , sabes.
ver que até no Brasil ela é lembrada. serei repetitiva se disser novamente : OBRIGADA?
kis .=)

Gisley Scott disse...

Hahahahaha, nossa que comédia!!! Parece a tia da Avogi mesmo,rs!!!Meu vozinho tinha esse problema, tudo esquecia, tadinho!

Bjos

Constantino, Guardador de Vacas disse...

Não sei o que houve mas não consegui ver as fotos. Será do meu PC ou da idade? Eu falei PC? nem sei o que é isso... Vocês escreveu algo?

João Menéres disse...

CIDA

Graças a Deus é com um C !

Vim cá por recomendação daquela doidivanas da avó das PULGAS...
E vou dizer-te : Ficava mesmo zangado co'ela se não nos tivesse sugerido tais leituras.
Vais de imediato de castigo para os meus blogues preferidos !!!
Não prometo muitas visitas, mas virei ler-te sempre que tiver uns minutinhos.

Este aniversário da NÁNÁ festejado com ALGUM chá é um retrato do que pode suceder a qualquer um que teime em viver mais uns anitos.

Aposto que o jantar foi à base de sanduiches e docinhos !

Muitos parabéns por esta 1ª história que li porti contada.

Um beijo deste outro lado do Atlântico ( sabes onde fica a cidade do Porto ? Pois é daí mesmo que to mando).
Pobre filh

Mónica disse...

Hehehe.. Gostei ;)

Tite disse...

Amiga Cida,

Além de gostar da história pelo inusitado devo confessar que tenho medo, muito medo de viver uma situação idêntica.
Até hoje, na família, tenho situações engraçadas de distrações que um dia irei contar no blog.
Acho que este nosso convívio irá atrasar situações idênticas às vividas pela tia-velha da AVOGI.

Melhor é mesmo levar na boa, né?

Chuac!

ॐ Shirley ॐ disse...

Socorro! Não quero ficar assim, rsrs! Beijos de luz!

Jorge Pimenta disse...

não consegui evitar rir, embora perceba o alcance do post. cada vez mais as doenças do foro neurológico com degenerescência são um problema, até pelo modo como as sociedades estão, hoje, estruturadas, verdade, querida amiga?
beijinho!