quinta-feira, 1 de julho de 2010

Repetições...


Repetições

Somos frutos de hábitos que criamos.
Somos os detalhes de situações já vividas;
experiências repassadas pelos nossos pais,
situações que assistimos ou que nos contaram.
Tudo isso, forma esse ser especial,
mas, por vezes, tão cheio de problemas,
que somos nós, os seres humanos.

Poucos estão realmente abertos para viver novas experiências.
A maioria de nós, já tem idéias e atitudes pré-concebidas,
preconceitos e pré-julgamentos, quadros mentais,
que juntamos, colecionamos e chamamos de "nossas verdades".

Eita coisa dura de modificar em alguém, é essa tal "verdade de cada um".
Aliás, desde o início da humanidade, ficou provado uma coisa:
- Ninguém muda ninguém que não está aberto para mudanças!
Por isso, carregamos dores pelo corpo quando nos preocupamos.
O reflexo direto das preocupações é no corpo físico.
E para complicar, carência afetiva não sai no Raio-X,
Raiva causa problemas em quase todo o organismo,
mas não acusa no Tomógrafo.
Não existe remédio para "cabeça dura", para a intolerância,
para a angústia de quem quer quem não lhe quer,
ou pior: nem sabe o que quer!.

Grave isso:
Todos aqueles que resolvem que vão modificar alguém,
ou acreditam que possuem alguém,
é Sofrimento na certeza!

Pare e reflita!
- ande por novos lugares,
- vista uma roupa diferente,
- assista um filme, uma peça de teatro,
- sai para rir com amigos,
- leia um bom livro,
- abra-se para o mundo,
- saia desse mundinho e vá ser feliz.

Viver não dói, não é castigo.,
Castigo é se fechar em suas "verdades", é ser intolerante,
e ainda acreditar que é a vítima.
Abra-se para o mundo e vá ser feliz,
antes que o tempo se esgote,
e de você, reste apenas, uma vaga lembrança.
Aproveite, o dia é todo seu e cheio de esperança.


( Paulo Roberto Gaefke )

10 comentários:

Nallyson Luiz Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nallyson Luiz Oliveira disse...

isso mesmo. Em minha postagem de ontem, 30 de Jun, eu escrevi algo assim, porém vista por outro ângulo, o ângulo da espiritualidade. todos nós temos isso dentro de nós (a tal VERDADE). Mas, o que ela realmente significa? Se perguntar ninguém saberá ao certo, mas, se olhar de forma profunda carregamo-nas por muitas vidas e geração após geração. Se estamos aqui é porque devemos aprender e rever antigos conceitos, mudar nosso trajeto e, como você citou, devemos andar por novos caminhos, fazer algo diferente que nos remeta a algum lugar ou caminho que nos faça conhecer outros lados da vida e que nos leve a felicidade.

O tempo que passa disse...

É o dilema existencial do homem. O meu dilema afinal. Sou o prisioneiro nas minhas próprias verdades.
Que fazer? Será suficiente seguir os conselhos de Paulo Roberto Gaefke?

Um beijo cordial.
Diamantino

Jorge Pimenta disse...

a mudança... a inevitável metamorfose... as transformações nem sempre calculadas ou desejadas. o homem é filho do tempo e com ele muda. gadamer falava em historicidade;
o senso comum chama-lhe amadurecimento. eu chamo-lhe, simplesmente, vida.
um beijinho, querida amiga!

Denise disse...

Ficar engessado na intolerância é uma das opções de vida - talvez a pior, que carrega a não-mudança, sem remédio e sem crescimento. Sobra a limitação e a repetição, sujeitos sempre ao adoecer e ao sofrimento.

Gosto muito dos textos do Paulo Gaefke, com tranqüilidade ele aborda as coisas que precisamos ver...vale observar suas "chamadas"!! Aliás, recebi um belíssimo dele que ainda não conhecia, vou postar pra gente compartilhar.

Bjos, amigavó.

LuLu disse...

Todos aqueles que resolvem que vão modificar alguém,
ou acreditam que possuem alguém,
é Sofrimento na certeza!
....muito lindo Cida!!
amei, como passa bem seus pensamentos!
lulu

Thabata Freitas disse...

Cida... magnifico como sempre.

Adoro a parte "viver não dói", pois vivemos reclamandos de nossas dores sejam fisicas ou psicologicas, e não paramos pra pensar na grandeza da vida.

Um grande beijo

Thabata Freitas

Fernanda disse...

Amiga Cida!

Tenho andado meio longe dos meus amigos, muito trabalho e pouco tempo.
Desculpe!

O seu texto está repleto de verdades absolutas, inegáveis.
O poema de Paulo Roberto Gaefke completa perfeitamente a sua linha de pensamento.

Mesmo para reflectir e gravar.
Não ficar só pela teoria, mas praticar.

Beijinhos

Na casa do Rau

guida disse...

Achei muito bom o "Pare e Reflicta"!
Adoro esse imagem ;) costuma meter aqui imagens tão bonitas :D Obrigada!

beijinhos

AVOGI disse...

mudar mentalidade é e sempre será difícil. as pessoas apegam-se aos seus hábitos e dificilmente mudam, mesmo sabendo que +é para melhorar a vida .kis :)