quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

A ausência diminui as paixões medíocres e aumenta as grandes, assim como o vento apaga as velas e atiça as fogueiras...
( Machado de Assis )

2 comentários:

Susana disse...

Olá querida Cida,

Concordo plenamente com esta afirmação sobrte a paixão, e já agora lhe digo: Como é bom estar apaixonada, sentir o friozinho na barriga quando os olhares se cruzam no gesto simples e depois dexar que a paixão se transforme de forma sublime em amor. Aquele amor que para nós é tudo, é sentir o nosso sentir e sentir o sentir do outro. Como é doce amar desta forma e se amarmos e estivermos apaixonados, então é extase da felecidade, mesmo quando a distancia se faz afirmar.
Espero que se encontre bem, no recebimento desta mensagem.

Eu conheci o Joaquim atraves de uma reportagem dele num jornal a nivel nacioal há um ano, sensivelmente. Atraves do blogue conhecemo-nos melhor, desde o primeiro contacto que a admiração e a afinidade é mutua o que nos possibilitou desenvolver uma amizade como há poucas. Actualmente, eu, de quando em vez tambem escrevo artigos para o jornal do Joaquim com diversos temas. O Joaquim é daquelas pessoas que não se encontram muitas neste universo, complexo e por vezes confuso, assim como a Cida, com uma sensibilidade e um coração do tamanho do mundo...

Em meu nome e se me permite em nome do Joaquim um grande abraço.


Beijinhos do tamanho do mundo:)

Susana

Cida disse...

Hoje faz muito calor aqui em BH, e suas palavras foram como uma brisa refrescante (na verdade, não as mereço, mas mesmo assim me fizeram muito bem... Rsrsrs)

Também envio beijos do tamanho do mundo prá você e o Joaquim (certa vez ele deixou comentário no mosaicos (no dia 8 de setembro), e eu ouso pensar que de vez em quando ele ainda passa por aqui...

Paz e Bem!
Cid@