quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Tempestade em copo d'água



TEMPESTADE EM COPO D'ÁGUA


Fazer tempestade em copo
d'água é dar a uma situação uma
importância muito maior do que
ela tem ou merecer ter.

Vê-la, talvez,
com os olhos do desespero
e com a inquietação da alma.

São os pequenos acontecimentos
de cada dia que vão formando
nossa história,
com outra ou outras pessoas.

Esses fatos têm uma importância
singular para cada um e para que
sejamos justos numa relação,
é necessário não julgarmos o tamanho
que cada coisa ocupa na vida
da outra pessoa.

O que é importante para o outro,
pode ser simples para
mim e vice-versa.

Nunca podemos desprezar
ou minimizar os sentimentos de
uma outra pessoa ou sua reação,
somente porque aquilo é menos
importante pra gente,
pois quem mente a si mesmo,
acredita nas próprias mentiras.

Quando uma pessoa exagerar
numa reação e disser a você
que isso a machuca,
não menospreze.
Ela realmente sente, e importa
pouco se a dor é grande ou pequena.
Tente,
com muita ternura,
abraçar o coração dela.

Se for o caso de realmente
ser uma tempestade num
copo d'água,
a calma virá mais rápido se
sua reação for de uma pessoa
compreensiva e que respeita
a dor alheia.

Quando se trata da vida,
atiçamos o vento e produzimos a chuva,
acalmamos as tempestades
e trazemos com nossas próprias
mãos o sol de volta.

É bastante um olhar,
um grande coração,
um gesto de compreensão
e todas as tempestades da
vida se tornarão suaves
ventos de primavera.
E a colheita de flores,
juntamente com a dos frutos,
é a mais abençoada de todas.

11 comentários:

Em@ disse...

Concordo plenamente! embora, por vezes, canse privar com pessoas que, constantemente fazem tempestades em copos de água.

beijo no coração com :))

Aninha disse...

É amiga, seria bom que abraçassem o nosso coração até que a tempestade em copo d água passasse...
Linda e oportuna mensagem!
Beijos de Luz!!

MEUS PENSAMENTOS disse...

oi querida ja te sigo ok,,adoro as brincadeiras Ester

Bergilde Croce disse...

Cida,linda mensagem de conforto e esperança.Abraços e bom dia!

Jorge Pimenta disse...

cid@, amiga querida,
só agora tenho possibilidade de falar contigo. tem sido uma semana ventosa (que não tempestuosa :)), em termos profissionais, bem ao meu jeito :)
oh, se é verdade que todos temos algo de poeta e de louco... honestamente, quase que vejo os dois termos como sinónimos, hehehe!
quanto ao crer em entidades superiores, confesso que as dessacralizei um pouco, nos últimos tempos; deste processo de desmaterialização conceptual, valorizo sobretudo o que sobra no plano dos ideais e que vive no coração dos homens, muito mais do que nos livros atribuídos aos deuses...
um beijinho com ternura.
p.s. inscritos nesses valores estão, por exemplo, os afectos como os que tens manifestado incondicionalmente um pouco pelos blogues dos amigos. grato por isso.

Edna Lima disse...

Um pouco de calma não faz mal a ninguém . Belo texto.
Tem um selinho pra vc nomeu blog. Bjs Edna

Paloma disse...

CIDA, as vezes,uma tempestade em
copo d'água é consequência da inse-
gurança. Neste caso,uma palavra ami
ga, de alguém, pode ajudar.
Beijos

Livinha disse...

Olá Cida,
Chegando do cantinho da Ester,
te abraçando nesse pedaço de mundo construido por nós, onde unidos podemos fazer os nossos dias melhor...
Junto a você, participando do amigo virtual, promovido pela nossa amiga em comum...

Da tua postagem,
Cada um na sua sesibilidade, uns mais intensos, outros amenos, jamais julgar a forma como cada um senti, entre reações que se desventuram...

Lindo texto.

Bjs
Livinha.

Passe lá no meu cantinho:
Palavra e Poemas...

Cris de Souza disse...

sempre colho uma flor por aqui.

querida!

Jorge Pimenta disse...

cid@, amiga,
sempre tu para, com o sorriso do optimismo, guindares os mais incrédulos e cépticos [eu!?] para diante. sobre tempestades em copos de água, talvez o melhor seja mesmo manter o copo sempre vazio [ou usá-los de plástico] :)
um beijinho com ternura!

Lianeide Mayara disse...

Muito linda essa mensagem...
ParabéenS pelo blog!!!
DEUS te abençoe!