quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Sinto vergonha de mim...


Sinto vergonha de mim!

Poesia de Cleide Canton



Sinto vergonha de mim!



"Por ter sido educadora de parte desse povo,

por ter batalhado sempre pela justiça,

por compactuar com a honestidade,

por primar pela verdade

e por ver este povo já chamado varonil

enveredar pelo caminho da desonra.



Sinto vergonha de mim

por ter feito parte de uma era

Que lutou pela democracia,

pela liberdade de ser

e ter que entregar aos meus filhos,

simples e abominavelmente,

a derrota das virtudes pelos vícios,

a ausência da sensatez

no julgamento da verdade,

a negligência com a família,

célula-mater da sociedade,

a demasiada preocupação

com o "eu" feliz a qualquer custo,

buscando a tal "felicidade"

em caminhos eivados de desrespeito

para com o seu próximo.



Tenho vergonha de mim

pela passividade em ouvir,

sem despejar meu verbo,

a tantas desculpas ditadas

pelo orgulho e vaidade,

a tanta falta de humildade

para reconhecer um erro cometido,

a tantos "floreios" para justificar

atos criminosos,

a tanta relutância

em esquecer a antiga posição

de sempre "contestar",

voltar atrás

e mudar o futuro.



'Tenho vergonha de mim

pois faço parte de um povo

que não reconheço,

enveredando por caminhos

que não quero percorrer...



Tenho vergonha da minha impotência,

da minha falta de garra,

das minhas desilusões

e do meu cansaço.

Não tenho para onde ir

pois amo este meu chão,

vibro ao ouvir meu Hino

e jamais usei a minha Bandeira

para enxugar o meu suor

ou enrolar meu corpo

na pecaminosa manifestação de nacionalidade.



Ao lado da vergonha de mim,

tenho tanta pena de ti, povo brasileiro!

10 comentários:

Cris de Souza disse...

Essa brasileira merece reverência...

Um beijo tupiniquim!

Silenciosamente ouvindo... disse...

Pois é minha amiga temos vergonha
"pelo que os outros fazem" aí, aqui.
O meu país é bonito, o povo é bom,
os políticos é que não prestam...
mas é o povo que os elege. Uma
grande contradição.
Obrigada pelas suas palavras sobre
o meu blogue e por se ter registado.
Beijinhos/Irene

Jorge Pimenta disse...

há momentos em que a poesia deve fazer do aparo a seta mais certeira de todas. sem meias palavras. na contundência da realidade.
um @braço!

Edna Lima disse...

Temos vergonha sim.
Vergonha da Pátria Amada mãe gentil,tratar tão mal seus filhos.
Pelas mãos de governantes inescrupulosos .
Um grande bj. Edna

AVOGI disse...

não , nao tenhais vergonha. quem deve ter de certeza que nao a tem que sao os políticos.
kis amiga por aqui está tudo bem , mas o receio da noite é constante. kis :(

JB disse...

Tenho lido os seus comentários no viagens de luz e sombra de Jorge Pimenta e há já algum tempo que era para vir conhecer o seu espaço. Aqui estou com muito gosto pois gostei do que li.

Beijinho

Tere disse...

AMIGA! CONCORDO EM TUDO, MEU LINDO PAIS ,QUE VERGONHA AGORA TEM ATÉ CANDIDATO APANHANDO, BJUS TERE.

Gisley Scott disse...

Eu tenho vergonha sim...Vergonha do que a mídia mostra do nosso país..Vergonha do machismo, da falta de impunidade,da falta de respeito ao consumidor e da passividade brasileira...

Eu tenho vergonha do nosso povo que quer vir pra cá, ficar ilegal e ainda tem a cara de pau de dizer que os nativos desse país são ruins...Eu não gosto da desonestidade às vezes tão chamada "jeitinho brasileiro"...

Espaço do João disse...

E o burro era o RUI BARBOSA?

claudiafux disse...

Amiga,

Que Deus nos ilumine a todos no próximo dia 31.10, para banirmos de vez toda esta corrupção desavergonhada que em nosso País está instalada.

Serra vai divulgar nos próximos dias a pesquisa interna do PSDB. Para tanto precisou dar entrada no TSE.

Até agora estamos empate.

Que Deus nos guarde e olhe para nosso povo que não merece uma Ditadura travestida de socialismo.

Bjs no core
claudiafux