segunda-feira, 27 de setembro de 2010

PRAÇA DA LIBERDADE - É a praça que mais gosto aqui em Belo Horizonte. Nela fica o palácio do governo.


A construção da praça da Liberdade, foi iniciada na época da fundação da nova capital mineira, entre 1895 e 1897.


Seus belos jardins e lagos são um verdadeiro oásis na paisagem densamente construída e um forte atrativo para a população que a frequenta intensamente em busca de lazer, caminhadas, descanso e convívio, além dos muitos eventos culturais e recreativos que nela são realizados.


Localizada no bairro Funcionários, no encontro de 4 grandes avenidas: Cristóvão Colombo, João Pinheiro, Brasil e Bias Fortes, a praça é um complexo paisagístico e arquitetônico que sintetiza os estilos eclético e neoclássico que marcam a história de Belo Horizonte.


A praça, com traçado e jardins inspirados no Palácio de Versalhes (França), conta com coreto e fontes luminosas. Cortada por uma alameda principal ladeada por palmeiras imperiais, tendo nas laterais jardins com gramado, a praça possui várias árvores e plantas das mais diversas cores e espécies, flores, fontes, monumentos e bustos, e um coreto em estrutura metálica.
Seus jardins originais são atribuidos ao arquiteto paisagista francês Paul Villon.
Na década de 1940, o estilo art déco, com revestimento em pó de pedra, se fez presente na praça da Liberdade com a construção do Palácio Cristo Rei (ou Palácio Arquiepiscopal), sede da Arquidiocese de Belo Horizonte.

Nas décadas de 1950 e 1960, prédios modernos foram incorporados ao conjunto, como o Edifício Niemeyer e a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, ambos projetados por Oscar Niemeyer.
Nos anos 1980, em estilo pós moderno, foi inaugurado o prédio onde funcionaram o Centro de Apoio Turístico Tancredo Neves e, posteriormente, o Museu de Mineralogia Professor Djalma Guimarães, conhecido como Rainha da Sucata.
(É o prédio que se avista logo acima)


O conjunto arquitetônico e paisagístico da praça da Liberdade foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, em 2 de junho de 1977. A medida legal, além de contemplar os edifícios do centro cívico - Palácio da Liberdade e Secretarias de Estado, estendeu-se aos jardins, lagos, alamedas, fontes e monumentos da praça, incluindo as fachadas de diversas edificações localizadas no seu entorno.

Este é o Palácio da Liberdade



O Coreto da praça, onde sempre temos apresentações musicais.



Os jardins se encontram floridos durante o ano todo.


A alameda central, com suas palmeiras imperiais, e ao fundo o Palácio do Governo.


Durante o mês de dezembro, a praça fica totalmente enfeitada, com milhares de luzes, e é um passeio obrigatório não só para os turistas, mas para todos que aqui habitam.
Esse é um dos pedacinhos da minha cidade que eu mais amo e me identifico.

15 comentários:

Tere disse...

calma cida! vc pegou tudo de lindo só pra você!!!nossa que paisagens lindas.amei,bejus tere.

claudiafux disse...

Muito linda sua Belô.

Fui há muitos anos por aí, mas foi muito rápido e não deu pra curtir toda esta bleza.

Parabéns. A escolha das fotos foi genial. belíssimas.

bjs
clauiafux

Jorge Pimenta disse...

cid@,
não conheço o brasil, mas faz parte do imaginário de cada cidadão do mundo, em especial se português, até pela ligação umbilical que ambos os povos têm. curiosamente, belo horizonte é a cidade de onde provêm a maioria dos meus amigos bloguers, o que adocicou, ainda mais, a minha vontade. depois há estas imagens irresistíveis... quem sabe, um dia?...
um beijinho terno!

Mariazita disse...

Minha querida, tem toda a razão para sentir-se orgulhosa de sua bela cidade.
É linda mesmo!
Meus parabéns pelas fotos publicadas, que ilustram lindamente um texto óptimo, muito bem escrito, que nos faz acompanhar a descrição passo a passo.
Muito obrigada pela partilha.

Beijinhos

Maria Helena disse...

Não desprezando os outros locais maravilhosos da nossa cidade,eu também nutro um verdadeiro encantamento pela Praça da Liberdade.

Espaço do João disse...

Áh Mundo cruel.
Que bela recordação. Fez-me lembrar o ano de 1998, ano em que passei por essa magnifica cidade. Lembro-me perfeitamente. Fui desde S. Paulo até Belo Horizonte, acompanhado pela minha sobrinha que nasceu em Santos. Belíssimas paisagens. Quem não conhecer o Brasil, não conhece o paraíso. Fiquei com gratas recordações. Rio de Janeiro, Santos, S.Paulo, Belo Horizonte, Grão Pará. Recife, Maranhão. etc.etc.etc. Hei-de voltar ao Brasil. No entanto também digo que nem tudo o que luz é ouro. Não me refiro a Ouro Preto. Um abraço. João

Paloma disse...

CIDA, muito linda a sua Belo Hori -
zonte.Uma cidade encantadora,que me
rece ser visitada.Cidades floridas
têm sempre um encanto especial.
Beijos

Amanda disse...

Oi Cida! Fotos lindas de Belo Horizonte! E obrigada pelo carinho, mas semana que vem vou fechar o blog mesmo. Acho que eh melhor assim apesar de dar uma dor no coracao... Mas sempre estarei visitando o seu blog!! Um super beijo da sua amiga em Cristo

Chica disse...

Que maravilha de passeio nos proporcionaste.Lndo!beijos,chica

Laura disse...

Oi Cidinha, me meti com você no blogue do joão, pois adoro queijo de Minas e estive aí há anos, fiquei um mês em casa de um casal amigo na Lagoa dos Ingleses a uns 30 km de Belo Horizonte e passeei muito por lá e ainda lembro algumas das fotos que hoje mostra.

Um beijinho da laura

O tempo que passa disse...

De facto, fazendo fé nas fotografias, Belo Horizonte, parece ser uma cidade muito bonita, moderna e ao mesmo tempo tradicional, aristocrática e jovial. Parece proporcionar uma exemplar qualidade de vida aos seus cidadãos e visitantes. Parabéns pelas fotografias que são bem elucidativas de tudo isso.

Um beijinho

AVOGI disse...

bem dizias tu amiga, as fotos além de expressarem bem a beleza de uma cidade estão divinais. parabens ao fotografo e parsbens a quem as publica. lindas.
um kis para ti que vives nesse paraíso.
kis :)

Bergilde Croce disse...

Belíssima cidade e muito bem organizada,ao menos por aqui é vista assim e por questão de trabalho do meu amor se tivéssemos que retornar ao Brasil pra viver seria próprio aí.Amei essas imagens e vou mostrá-las a ele aqui.
Abraços amiga,
Bergilde

Tite disse...

Querida Cida,

Tem toda a razão para amar este espaço maravilhoso que é a sua cidade.
Toda ela é... linda de morrer (como vocês dizem por aí)
Parabéns por viver no meio de tamanha beleza!

Beijosssss

PauloMitchell disse...

Eu também sou um fanático por arquitectura romântica.
Adorei as fotografias *