quinta-feira, 8 de julho de 2010

Olha... ve... com amor


Olha devagar para cada coisa
Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu
Em cascalhos disformes e estranhos
Diamantes sobrevivem solitários.

( Padre Fábio de Melo )

4 comentários:

Mari disse...

É verdade, a gente pode achar pérolas em meio adversidades. Só é preciso paciência e perserverança para encontra-las!

Denise disse...

Tive que rir...te respondi lá no blog falando de olhar com mais vagar para as crianças...ou seja, falei do olhar amoroso...aí chego aqui e me deparo com esse título e esse tesouro. Sincronicidade é uma jóia rara...

Bjos, amigavó!!!

O Profeta disse...

Esta ilha não tem fortuna
Trocou-a por um curioso mistério
Este irreal e intenso verde
Que inunda o olhar mais sério

Nesta ilha há um beijo na tua procura
Nesta ilha as pedras não têm idade
Nesta ilha as juras são lançadas à maresia
Nesta ilha o sonho é janela da verdade

Doce beijo

Meru Sâmi disse...

Oi, amiga Cida
É por esses diamantes e outras pérolas, que estou te escolhendo para receber o Selo Amigo de Ouro, por favor, vá até o meu blog Shapparu para buscá-lo.

Beijos, meru sami