terça-feira, 20 de abril de 2010


Preocupar-se pode se tornar um hábito, como o de roer unhas.
Talvez chegue um dia em que lhe pergunte:
Por que está preocupada?
E sua resposta honesta deve ser:
Por nada, estou simplesmente preocupada.
( Clarice Lispector )

3 comentários:

"Só enquanto eu respirar, vou lembrar vc.." disse...

Passei aqui para me deliciar em palavras tão boas!Parabéns pelo blogger!

Passa no meu também, mil beijos

Leandro Tavares disse...

Já mandei uma abraço para a Pati (Patrícia, vc acertou rsrs)! Eu contei a ela que vc tem um blog com frases e imagens, que me deu a maior força para continuar postando e que é uma avó coruja...rsrss...Mto obrigado por tudo!!!

Tais Luso disse...

Nada mais certo: nos preocupamos com coisas irrelevantes, com os problemas dos parentes, dos amigos, com os nossos... haja fôlego! E isso realmente torna-se um vício como roer unhas: torna-se automática esta interferência, e esta preocupação. Pra quê?

Beijos.