sexta-feira, 26 de março de 2010

Ausência


Por muito tempo achei que a ausência é falta
E lastimava ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
( Carlos Drummond de Andrade )

7 comentários:

Mari Amorim disse...

Cida,
Passei para deixar-lhe meu abraço, encontrar Drummond,é sempre uma dádiva.
Boas energias
Mari

Cida disse...

Obrigada Mari!

Drummond realmente é tudo de bom, né?

Paz e bem prá você e um ótimo final de semana.

Cid@

Priscila Guimarães disse...

Que lindo e profundo...
"ausência é um estar em mim"
Beijos
Pri

Cida disse...

Beijos prá você também Priscila.
Um ótimo final de semana.
Fique com Deus

Cid@

jefhcardoso disse...

Olá! Sou Jefhcardoso e sigo o “Quando era pequeno acreditava que podia voar, cresci descobri a música!”, que é do músico poeta Mateus Araujo. Ali encontrei o seu contato no quadro de seguidores e achei que seria uma oportunidade de divulgar o meu http://jefhcardoso.blogspot.com onde publico os meus poemas, crônicas e contos.
Espero não estar incomodando com este convite de divulgação, se acaso desagradar queria desconsiderar, porém, se acaso interessar faça-me uma visita e terei prazer em retribuir.

Abraço: Jefhcardoso.

beth disse...

oi amiga... td bem? anda meio sumida, espero q esteja td em ordem por aii.. bjs

Cida disse...

Beth
Está tudo super em ordem, graças a Deus.
O motivo de eu ter dado uma sumida, se chama: Bruna...:-)
Beijos e uma ótima semana prá você