sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Hoje, pensando sobre as singularidades do tempo, acabei criando este texto.

O tempo avança com pressa, afã, aflição
e a gente acompanha, tropeça, levanta e vai.
Só não pode parar...
Às vezes nos é permitido um olhar para trás
mas que seja rápido, pois ele vai célere e não pode esperar.
Quando a felicidade é muita
queremos que ele pare
mas ele não para nunca...
Noutras vezes, prá espantar a dor
gostaríamos que ele fosse mais veloz
mas o tempo, do tempo, é sempre o mesmo
e prá gente, só resta o esperar...
Em momentos parece que é lento demais
em outros, passa tão rápido
que nos custa acompanhar...
Mas ele é sempre igual
a vida é que sempre muda.
Tem vezes que dá vontade
de agarrá-lo com a mão
mas ao tempo não se prende
a gente somente o segue
quer querendo ou quer não...
Nele somos passageiros
indo rumo ao insondável
por vezes querendo parar
e em outras querendo voar...

3 comentários:

Sergio disse...

.
Lindo, Cida, adorei!

Me lembrei desta música do Caetano, tudo a ver...

Oração ao Tempo
Caetano Veloso

És um senhor tão bonito
Quanto a cara do meu filho
Tempo tempo tempo tempo
Vou te fazer um pedido
Tempo tempo tempo tempo...

Compositor de destinos
Tambor de todos os rítmos
Tempo tempo tempo tempo
Entro num acordo contigo
Tempo tempo tempo tempo...

Por seres tão inventivo
E pareceres contínuo
Tempo tempo tempo tempo
És um dos deuses mais lindos
Tempo tempo tempo tempo...

Que sejas ainda mais vivo
No som do meu estribilho
Tempo tempo tempo tempo
Ouve bem o que te digo
Tempo tempo tempo tempo...

Peço-te o prazer legítimo
E o movimento preciso
Tempo tempo tempo tempo
Quando o tempo for propício
Tempo tempo tempo tempo...

De modo que o meu espírito
Ganhe um brilho definido
Tempo tempo tempo tempo
E eu espalhe benefícios
Tempo tempo tempo tempo...

O que usaremos prá isso
Fica guardado em sigilo
Tempo tempo tempo tempo
Apenas contigo e comigo
Tempo tempo tempo tempo...

E quando eu tiver saído
Para fora do teu círculo
Tempo tempo tempo tempo
Não serei nem terás sido
Tempo tempo tempo tempo...

Ainda assim acredito
Ser possível reunirmo-nos
Tempo tempo tempo tempo
Num outro nível de vínculo
Tempo tempo tempo tempo...

Portanto peço-te aquilo
E te ofereço elogios
Tempo tempo tempo tempo
Nas rimas do meu estilo
Tempo tempo tempo tempo...

Cleonice disse...

Quantassss qualidades heimmmm

Maria Helena disse...

Se você tiver outras parecidas, pode escrever um livro. Vá em frente!
Beijos.
Manena.